terça-feira, 1 de abril de 2014

A dor de amar-te assim

Poema: A dor de amar-te assim

Queria amar-te
para além das pétalas
das palavras

Para além do sol
e do mar
e despojar-te na areia humedecida

do teu olhar
perdido em mim

E nessa forma
encontrar-me no teu seio
que se despreende
em teu olhar modesto

vida de incesto
na despedida
de mais um gesto

e quando na madrugada
vieres à minha procura
sou anjo que se arrasta
na deambulação do desejo

perdido
para me encontrar
no teu jardim

Dou por mim
escondido
numa teia de cetim

imaculada pelo firmamento
do céu
em teu interior

que é manifesto
da minha imensa
dor.