sábado, 8 de fevereiro de 2014

Escrever

Escrever é mergulhar no silêncio 
na companhia da tranquilidade da solidão
alertando para as palavras escritas
que se vão desenhando no papel
sob o traço fino de um lápis
que percorre cada linha
como se tratasse de um amante
que procurasse nelas 
a sua própria união.

E em cada crepúsculo
nas horas mortas da madrugada
as palavras soam nesse ventre
criando um serpentar
plano e miraculoso
que se vai evadindo
da sua própria criatividade.