segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Mar

Vejo nos teus olhos
a imensidão do mar
cujas ondas fluem
na sua suave brisa
e quanto mais fluem
mas se criam as marés
que nos toca a alma
E dessa imensidão
olhando o oceano
toco-te ao de leve
no teu coração
cujos teus olhos
são o imenso mundo
em lágrimas
que sinto num segundo