quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Negro da luz

Negro da luz
é fogo de teus olhos
pedaços de uma alma
presa pelo fio da vida
e quando ao espelho teu
concedes as palavras
é um elo perdido
de quanto mar o ser assim
maior do que a maré 
do interior de mim
e o profundo olhar que me lanças
são ondas que se arrastam
sendo amor da areia que permeia
todas as tuas marés
numa fina forma de ti