sábado, 15 de fevereiro de 2014

Fundo do mar

Observo as marés 
mirradas de luz
e do fundo do mar 
sem sobreaviso
calculo todos os peixes
que lá se encontram
na sua imensidão.
São pequenos 
médios e grandes,
e percorrem essa escuridão
de água imersa em si
misturando-se com as algas
que lá existem.
Quantos deles 
procuram a sua alma
imersos nos seus 
pensamentos.
Se é que existam
pensamentos
no profundo dos oceanos
para o qual imergem
os meus olhos.