terça-feira, 24 de setembro de 2013

A noite




Meu amor era de noite
Quando teus lábios tocaram nos meus
E os teus olhos humedecidos
Foram a expressão da nossa despedida
Cientes da nossa profunda ferida
Do nosso desencontro
Quando ocorreu o desenlace do que nos unia
Que era o eterno de que em nós morria