segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Madrugada

Sossega meu amor
que se faz tarde
e a noite já caiu no céu
e o nosso sonho
é madrugada fora
interpelando o infinito
com tons de cor pálida
e o vento que sopra
cortante sobre teus lábios
cindido na tua pele
morna e quente
que na dor que sentimos
se faz gente