quarta-feira, 5 de março de 2014

Lembranças

Poema: Lembranças

Perco-me nas lembranças
retalhos do meu coração
que parecem ser indicios
de uma terna ilusão

E à medida que existo
digo para mim se insisto
na doce deambulação
de mim mesmo;

Perdido no meu ser
tento conceber
um lugar mais terno
para existir.