segunda-feira, 3 de março de 2014

O que é feito?

" O que é feito de nós senão
as palavras que nos fazem ?"
 Manuel António Pina


Nesse terno adultério
em que trocamos o coração
pelas palavras
tornamo-nos a saudade
e nessa ansiedade
somos aquilo que se há-de esperar.

Imersos na nossa própria angústia
desafiando os dogmas
somos a cidade
repleta de lugares
que vão dar ao coração

Na nossa glória
sacrificando a nossas letras
de que somos feitos
a não ser apenas do que é feito
e do que as palavras se faz

Apenas lugares
de um recôndito espírito
que remete ao sacrilégio
das letras, só letras
da nossa imensa alma.