quinta-feira, 6 de março de 2014

Queria ser tu alma, paixão...

Poema: Queria ser tu alma, paixão..

Queria ser tu alma, paixão,
um amor amargurado,
que vem sozinho
na madrugada do meu afecto

recordando a fúria dos astros
quando os corpos
se uniam
na nossa devassidão

em que os lábios murmuravam
bem perto ao teu ouvido
o que havia a escutar
contigo

e assim, sermos almas
gémeas da ilusão,
concedermos-nos à glória
como um rio que corre para o mar

E nesse mar,
de imensidão se afasta
convergem nossas carícias
de um tempo infindo

Cujas marés,
se percorrem de vento
para no tormento
sermos apenas fúria de pensamento.