segunda-feira, 31 de março de 2014

Sitio

Poema: Sitio

Aqui neste sitio onde te vejo
de um lugar povoado de sombras
em que a vida se conforma
com o deambular da solidão

e nesse pensamento
quantos vidas serão tormento
quantos passos que se dirigem á tua aura
que brilha no mar do sentimento

e quando assim
se tomar a veia em mim
sou trajecto oblíquo
que cruza só o horizonte

para onde convergem todas as sombras
de um sitio abandonado
que circula no teu olhar
e que migra para o sol posto.