sexta-feira, 7 de março de 2014

Palavras

Poema: Palavras

Soletravas todas as palavras
de teu mundo
como quem as conhece
na palma da mão

Foram poucas para compreender
que no amor não havia
perdão

E assim singela
por entre as avenidas
cingias-te a um
desassossego só teu

Percorria-as imersa
nos teus pensamentos
ciente dos teus tormentos

Mas eram apenas palavras
que podias soletrar
num qualquer outro lugar