quinta-feira, 6 de março de 2014

Terno Olhar

Poema: Terno Olhar

Terno olhar de quem olha
terna sedução do teu pensar
que vem embriagado de glória
para no tempo repousar

E quando assim se faz o tempo
de memórias e recordações
somos apenas um espírito
declamando poesia ao seu saudar

Vem comigo e partiremos juntos
na alegria de um céu azul
porque a luz que nos alegra
é a mesma sombra do que nos uniu

Sombra essa que nos faz esquecer
tudo aquilo que nos afasta
porque são apenas palavras
e apenas palavras permanecerão.