sábado, 8 de março de 2014

Sem sentido

Poema: Sem sentido

Por entre palavras esquecidas
talvez o verso vingue
quem sabe,

e, nessa ironia
talvez assim
a vida tenha significado,

porem, como o que te convem
somos apenas palavras
fúteis, de um mero orador

que se cinge perdido
ao encontro de si
sendo um desconhecido,

e assim, desconhecido de si
prene de momentos passados
mas que em vão foram amados

ora a uma só voz
de pensamento atroz
e de sentido nenhum.