segunda-feira, 31 de março de 2014

Tu

Poema: Tu

Tu , que surges para alem da noite
num sentir que vem povoar todas as sombras
que acalentam esta forma de pensar
como se fosse apenas um pressentimento

E quando da noite se faz voz
ecoando para lá da solidão
surges de véu escondendo tua essência
para deambulares na tua premencia

E de tudo o que é assim sentido
para alem de estares tu assim comigo
do gesto que me faz sonhar assim
como se fosse um mar da eterna luz cetim