sábado, 5 de outubro de 2013

Perguntei por ti

Quando perguntei por ti
pouco ligavas

querias a liberdade

sonhar com a verdade
viver no precipício

e já foi tarde

o que a paz pode alcançar
por meio do
sonho e de saudade

o teu compromisso
era demais

assim como o que havia em ti
de indomável

soube-te pouco
querias sempre mais

meu amor