terça-feira, 15 de outubro de 2013

Passos

Sinto os teus passos, à noite
soam a sombras esquecidas
trazendo consigo a alvorada.
Na luz crepuscular
trazem consigo também a saudade, 
que me aperta o coração.
Sinto os teus passos, à noite
o relógio marca hora tardia
e os teus passos lentos,
arrastam consigo tormentos
de que eu não me consigo esquecer.
Ouço os teus passos, naquela noite
soavam a passos de cristal
quebrando o ar com o irreal
que deles se ia criando.
Ouço os teus passos, junto aos meus
caminhamos perto de Deus
que só ele há-de entender.
Sinto os teus passos, e é tudo.